A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com a equipe do Núcleo de Apoio a Saúde da Família (NASF), do Centro de Saúde Oswaldo Cruz organizaram, na última semana de Julho, uma quadrilha com os usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que praticam Lian Gong.

Cecília Chaves, farmacêutica do NASF e instrutora do Lian Gong, acredita que a iniciativa de unir as duas atividades traz benefícios em dobro. “O Lian Gong é uma atividade terapêutica que cultiva a saúde, bem-estar e vitalidade. Vemos os benefícios em curto e longo prazo, como melhora do equilíbrio, melhora do humor, diminuição de dores crônicas, melhor controle da hipertensão arterial sistêmica e da diabetes, e consequentemente, diminuição do uso de medicamentos para dores, melhora do sono”, diz.

Já os eventos como a quadrilha, realizada no Jardim de Inverno da Unidade Sede da ESP-MG, vizinha da unidade de saúde, são formas de interação e confraternização entre os idosos. “São momentos de muita alegria. Muitos relataram que não dançavam quadrilha há 40, 50 anos. Então, estes eventos trazem para os usuários o resgate do passado, da juventude e da alegria que devemos ter independentemente da idade”, conta.

A parceria da ESP-MG, com o Centro de Saúde Oswaldo Cruz, da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, completou dois anos, promovendo saúde e interação entre usuários e trabalhadores do SUS.

Por Leíse Costa (Estagiária de Jornalismo (ASCOM/ESP-MG)