Nesta terça-feira (26), a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), em parceria com a Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (FHEMIG), iniciou o curso “Atualiza Hosp: Atualização em Gestão e Atenção Hospitalar para a Fhemig”.

O diretor-geral da ESP-MG, Edvalth Rodrigues, deu as boas-vindas aos alunos e endossou a importância de parcerias entre instituições do Sistema Único de Saúde (SUS) em Minas Gerais. “A atenção hospitalar é uma dimensão importante do SUS, portanto precisa ser fortalecida e, neste sentido, a Escola vem fazendo seu papel, com parcerias fortes como essa para qualificar os trabalhadores”, afirmou.

A superintendente da ESP-MG, Fernanda Maciel, destacou que o Atualiza Hosp promove o aperfeiçoamento dos processos de gestão e atenção hospitalar da Fhemig com foco no usuário e lembrou ainda que essa ação foi construída com participação de diretores e gestores das diversas unidades da Fundação.

Gestão

O presidente da Fhemig, Tarcísio Neiva, também presente na atividade, disse que o objetivo do curso é capacitar e atualizar os gestores das unidades com novos métodos de gestão. Ele foi um dos palestrantes do dia, na qual abordou a Metodologia de Análise e Solução dos Problemas, ressaltando a importância de se compreender e aplicar as etapas de planejamento na gestão hospitalar.

Durante a atividade, o presidente da Fundação compartilhou experiências do dia a dia. “Na Fhemig fazemos reunião com todo mundo e todos concordam com o planejamento. Mas na hora da execução há quem discorde. As pessoas têm medo de fazer oposição, embora seja um crescimento profissional para os funcionários e para a própria instituição. Aprender a fazer oposição significa um outro ponto de vista para a ação que merece ser compartilhado”, explicou.

Tarcísio Neiva, presidente da Fhemig

Ainda no primeiro dia de curso, os participantes assistiram a aula do médico Victor Grabois, especialista em Gestão Hospitalar pela École Nationale de Santé Publique (França) e pesquisador da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Fiocruz), que falou sobre a profissionalização da gestão hospitalar pública. “A formação em torno dos assuntos da gestão melhora o desempenho das instituições. A disponibilidade de recursos é fundamental, mas a forma como fazemos a gestão destes recursos, como estruturamos as ações relativas à assistência de pessoas e ao cuidado, é extremamente importante”, disse.

Victor Grabois, na ESP-MG 

Ainda de acordo com o pesquisador, a qualificação da gestão de hospitais resulta em uma maior facilidade quanto à acessibilidade dos serviços e ações de saúde. “Cursos como este contribuem para que se perca menos tempo nessa trajetória, como uma consulta ou cirurgia, além disso as internações podem ter uma duração menor e eventos adversos associados ao cuidado podem ser evitados, porque está todo mundo mais alerta quanto à prevenção desses riscos”, explica.

Dados

A ação educacional prevê encontros semanais de oito horas até abril de 2018, totalizando 144 horas de atualização. Além da turma que iniciou hoje, estão previstas também turmas com vagas ofertadas para gestores de unidades da Fhemig com sede em outros municípios do estado.

Por Sílvia Amâncio