Nesta semana, a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), promoveu o Curso de Qualificação de Conselheiras e Conselheiros Municipais de Saúde, para os alunos de Belo Horizonte e Região Metropolitana. 

A ação é uma parceria com o Conselho Estadual de Saúde de Minas Gerais (CES-MG) e tem o objetivo de capacitar os conselheiros para que possam atuar em defesa e promoção do Sistema Único de Saúde (SUS). Com carga horária de 40h, os principais temas abordados são as competências dos conselheiros, legislação, planejamento e financiamento das políticas públicas de saúde.

A docente Berenice Freitas, que ministrou a disciplina "Processo Histórico de Construção do SUS e as Formas de Participação e de Controle Social nas Políticas de Saúde”, avalia que o curso garante, não só a capacitação de conselheiros atuantes na defesa e promoção do SUS, mas também assegura à população o direito à saúde em todos os âmbitos. “O curso é importante para fortalecer a luta em defesa do SUS que sofre ameaça constante. A ideia é fazer com que os conselheiros reflitam sobre suas práticas, conheçam o modo de fiscalização e controle, troquem experiências com colegas de outros muunicípios”, diz.

O que é saúde?

Em sala de aula, os alunos foram provocados a escrever sobre o conceito de qualidade de vida. A maioria das respostas foi “Ter Saúde”, que vai além da ausência de doenças.

Cristiane Rodrigues, conselheira no município de São Joaquim de Bicas, explica que saúde é muito mais, é bem-estar físico/mental, bom relacionamento com as pessoas, boa alimentação, atendimento digno e saneamento básico. “A partir do curso, vamos fazer a replica para os outros conselheiros locais, ampliando o conhecimento de todos. Acredito que conhecendo nosso papel, direitos e deveres, conseguiremos construir um SUS melhor para todos e quem ganha é a população”, completa.

Ampliando vozes

A ESP-MG e o CES-MG construíram a metodologia do curso de forma coletiva, junto com trabalhadores e conselheiros, pensando na necessidade dos Conselhos Municipais, suas características e perspectivas.

Ainda nesta semana, o curso também foi realizado em uma segunda turma, conduzida pelo docente da Escola, Rodrigo Machado, com a presença do vice-presidente do CES-MG, Ederson Alves da Silva, e em Sete Lagoas, com a condução do docente Eldon Carlos Queres Gomes.

As próximas turmas serão em Coronel Fabriciano, Governador Valadares, Juiz de Fora e Teófilo Otoni.

Por Melyssa Fonseca (Estagiária de Jornalismo - ASCOM/ESP-MG)