A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) recebe entre os dias 12 e 14 de abril, o lX Planejamento Estratégico do Hospital Sofia Feldman (HSF), que busca soluções para a sustentabilidade da instituição.

Trabalhadores, gestores, representantes dos usuários e usuárias, integrantes da Associação de Amigos e Usuários do Hospital Sofia Feldman (ACAU-HSF) e conselheiros vão tratar o tema "Resistência: como e até quando?".

 Nesta quinta-feira (12), a mesa redonda foi composta pelo presidente da Fundação de Assistência Integral à Saúde (FAIS), o diretor técnico-administrativo, Dr. Ivo Lopes, da conselheira local de saúde, Mônica Guimarães, Dra. Valma Leite da Cunha, Promotora de Justiça/Promotoria de Fundações, D. Evelina Pereira da Silva, presidente da ACAU-HSF e Tatiana Lopes, da Linha de Políticas Institucionais.

a

A assistente social, Gislene Nogueira, citou o documento da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte que aponta que o déficit da instituição é crônico, devido a desarrranjos estruturais do Sistema Único de Saúde (SUS). “Como é planejar em um cenário tão desfavorável, em meio a tantas incertezas? Neste contexto tão complicado de desmanche do SUS, o que será do povo brasileiro?", questionou.

O Diretor Técnico-Administrativo do HSF, Dr. Ivo Lopes, enfatizou a participação dos funcionários na continuidade do serviço ofertado pelo hospital. "Tenho plena compreensão de que vamos superar as dificuldades e continuar existindo", disse.

Ele destacou também a importância da clareza no diálogo com os servidores da instituição. "O intuito é dar transparência e adesão sobre o planejamento aos trabalhadores e à nossa promotora. É importante, pelas dificuldades do momento, nós conquistarmos a alma e os corações das trabalhadoras e trabalhadores", afirmou.

c

Unidos pelo SUS

A ESP-MG e o Hospital Sofia Feldman, instituições dos SUS, visam promover o fortalecimento da saúde pública e coletiva. O lançamento da cartilha “Cuidando da Gestante e do Bebê”, material que integra o curso 'Carinho de Mãe', contou com a parceria de duas consultoras do Hospital Sofia Feldman para sua construção, a enfermeira obstetra e preceptora dos cursos de Residência em Enfermagem Obstétrica, Danúbia Mariane, e a jornalista Camilla Luz, da Assessoria de Comunicação.

José Moreira, pontua a ajuda coletiva dos servidores na construção de melhorias para o hospital.  "O planejamento tem dado uma força grande para os nossos trabalhos no Sofia. Além de balizarmos o caminho que será seguido nos próximos anos, nós saímos desse planejamento com a esperança maior. Nesse alinhamento irão participar aproximadamente 100 pessoas, que auxiliam na chuva de ideias, e que vão colaborar na nossa organização", explica.

b

Conselheira Local de Saúde, Mônica Guimarães, acrescenta a força do evento realizado para o alinhamento das ideias. "Como representante do segmento de usuário no Conselho Local do hospital, nós viemos com a vontade de buscar força e apoio e nos respaldar para essa luta que está só começando. O Sofia vem caminhando na resistência, o sobrenome do hospital é resistência. Esse momento é para nos afinarmos e tentarmos um consenso", aponta.

Saiba mais sobre o evento: www.sofiafeldman.org.br

Por Ayrá Sol Soares (Estagiária de Jornalismo - ASCOM/ESP-MG)