A Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública - REDESCOLA publicou o livro "Nova Formação em Saúde Pública: Aprendizado coletivo e lições Compartilhadas na RedEscola" com as experiências da formação de sanitaristas, em cursos de especialização, em dez estados brasileiros. A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais - ESP-MG apresenta, em um dos capítulos da publicação, o percurso formativo do Curso de Especialização em Saúde Pública da Instituição.
 
Os conteúdos do livro retratam o desenvolvimento e a consolidação das vivências acumuladas pelas instituições formadoras, com ênfase em processos inovadores, desafios e acolhimento das demandas em cada território. No capítulo "Construindo percursos formativos em Saúde Pública: a experiência do Curso de Especialização da Escola de Saúde Pública de Minas Gerais" os docentes, autores, da ESP-MG relatam as experiências em duas edições da formação realizadas entre os anos de 2016 e 2018. No relato, o processo seletivo, a construção metodológica e pedagógica dos módulos, o perfil dos egressos e as potencialidades do curso são os destaques.
 
Ao todo, os cursos de Especialização em Saúde Pública em parceria com a REDESCOLA, apresentados no livro, formaram 610 alunos nos 10 territórios. Além da ESP-MG em Minas Gerais, as experiências das Escolas da Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Tocantins e Acre foram retratadas na publicação.
 
 
A Especialização em Saúde Pública da ESP-MG
 
Ofertado desde 1947, o Curso de Saúde Pública é a formação mais tradicional da ESP-MG. Em 2017, o curso recebeu da agência de Acreditação Pedagógica vinculada à Associação Brasileira de Saúde Coletiva – ABRASCO, o certificado de excelência na formação de sanitaristas no Sistema Único de Saúde.
 

Por Jean Alves - ASCOM/ESP