Nos dias 12 e 13 de novembro, a Regional de Saúde de Barbacena realizou a 2ª Oficina sobre a “Integralidade do Cuidado em Saúde Mental”. As oficinas, que tiveram início no mês de outubro de 2019, são promovidas pela Escola de Saúde Pública (ESP-MG) e Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG). O encontro foi direcionado para 50 trabalhadores dos municípios que fazem parte da região, tendo 64 horas/aula no total (36 horas teóricas, 12 horas de práticas supervisionadas).

Com o objetivo de produzir ações de formação em saúde mental para trabalhadores da macrorregião de saúde do estado, visando qualificar as práticas da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) para trabalhadores e usuários, e assim contribuir para qualificar a atenção às pessoas com sofrimento mental e também aquelas que apresentam sofrimentos decorrentes do uso de álcool e outras drogas.

Segundo a coordenadora de Especialização da ESP-MG, Ana Regina Machado, “a intenção da ESP-MG, juntamente com a SES-MG, é de realizar essas oficinas em todo o estado, buscando favorecer o cuidado que contempla toda a defesa dos direitos humanos e da cidadania e da saúde das pessoas que são usuárias da rede de atenção psicossocial”, explicou.

Ainda de acordo com Ana Regina, “o objetivo final dessas oficinas é o fortalecimento das redes do cuidado em saúde mental, baseado nos princípios que a gente defende no campo da saúde mental, como o cuidado em liberdade, o cuidado em rede e que favorece a cidadania das pessoas que tem sofrimento mental grave ou que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas que são atendidos nessa macrorregião de saúde”, destacou.

Nessa segunda oficina, os temas trabalhados abordaram a gestão do cuidado em saúde mental na rede de atenção psicossocial; cuidado em saúde mental às pessoas com problemas decorrentes do uso de álcool e outras drogas e práticas supervisionadas.

A próxima etapa está prevista para os dias 10 e 11 de dezembro.

Fotos: Arquivo Turma.

Por Priscila Rezende, via SES-MG