As trabalhadoras da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), Thaís Lacerda, Amanda Soares, Gislene Lacerda e Juliana Mesquita, publicaram, na Revista Saúde em Debate, o artigo "Política Nacional de Atenção Básica 2017: implicações no trabalho do Agente Comunitário de Saúde". O periódico é uma publicação do Centro Brasileiro de Estudos em Saúde – CEBES.

O artigo é um estudo sobre as implicações das mudanças da Política Nacional de Atenção Básica (PNAB), publicada em 2017, no trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde (ACS). E é parte da pesquisa que vem sendo realizada pela Coordenação de Educação e Trabalho em Saúde (CETS), integrada à ação educacional de qualificação de Agentes Comunitários de Saúde em Minas Gerais, realizada pela ESP-MG ao longo dos últimos anos.

O texto conta com a coautoria de Danielle Silveira, ex-trabalhadora da Escola, que hoje atua na Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Acesse o Artigo na íntegra Clicando Aqui.

Para acessar a edição completa da revista Saúde em Debate, clique Aqui.

Por Jean Alves - ASCOM/ESPMG