Desde que a pandemia da Covid-19 chegou ao país, muitos desafios foram apresentados para a sociedade e, especialmente, para os serviços e a gestão em saúde, que foram tensionados a oferecerem respostas rápidas e efetivas para o enfrentamento da doença e das suas consequências. Frente a essas necessidades, a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG), a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) e o Núcleo de Geriatria e Gerontologia da UFMG (NUGG-UFMG) iniciaram em fevereiro deste ano a série de Webinários: "Avaliação da funcionalidade dos usuários do SUS, após infecção pela Covid-19, que contemplou cada uma das 14 macrorregiões de saúde. Nesta sexta-feira, dia 03/09, aconteceu o 14º e último encontro da série, para a Macro Triângulo do Sul.

O objetivo da ação, foi promover discussões de casos clínicos e a troca de conhecimentos entre os profissionais dos municípios, gestores, equipe da SES-MG e os médicos especialistas do NUGG-UFMG, que auxiliaram na orientação e condutas para o enfrentamento da realidade pós covid-19, garantindo a continuidade dos cuidados dos usuários.

Os eventos ocorreram de 15 em 15 dias, às sextas-feiras, das 14h às 17h e contaram com a participação dos médicos Edgar Nunes de Moraes e Fábio Junior Modesto e Silva, ambos do NUGG-UFMG. A mediação foi feita por Roberta Nunes Mourão da Cunha Pereira, que atua na Coordenação de Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência (CASPD) da SES-MG, tendo o suporte da equipe de profissionais da ESP-MG que trabalhou com a abordagem técnica e metodológica. As transmissões foram realizadas via canal do youtube da Escola. Para ter acesso a todos os Webinários, clique aqui e acesse a playlist da série.

A proposta metodológica dos encontros incluiu a exposição de casos clínicos reais de usuários locais, que foram assistidos na Rede de Assistência em Saúde (RAS) por profissionais que atuam nos municípios das macrorregiões. Ao apresentar os casos clínicos específicos de seu território, os profissionais tiveram a oportunidade de debater e trocar aprendizados com os médicos do NUGG-UFMG.

A cada novo Webinário, perfis distintos de paciente foram analisados, a partir do Índice de Vulnerabilidade Clínico Funcional (IVCF-20). Este instrumento permite a estratificação do risco quanto ao grau de vulnerabilidade clínico e funcional, ele também ajuda a orientar quanto ao manejo clínico da doença e estimula uma assistência qualificada e pautada nas demandas clínicas e funcionais dos usuários, tendo o foco na pessoa e priorizando os encaminhamentos para a reabilitação.

De acordo com Roberta Pereira, que mediou os Webinários, durante os encontros foi possível estabelecer contato com diferentes realidades em todo o território e assim, fomentar a temática dos cuidados continuados aos usuários que, após a infecção pela Covid-19 demandam por assistência e reabilitação em diferentes pontos da Rede de Assistência em Saúde. "A troca de experiência com profissionais da gestão e da assistência em Minas, durante esses nove meses de desenvolvimento dos Webinários, proporcionou um grande aprendizado", ressalta.

Trocas e aprendizados
O aperfeiçoamento e a atualização das práticas clínicas e de gestão foi um dos aprendizados que a enfermeira e Secretária Municipal de Saúde de Urucânia, Fabiana Pereira Barbosa, obteve a partir de sua participação no Webinário. Seu município faz parte da Macrorregião Leste do Sul e a apresentação aconteceu no dia 25 de junho.
Para ela, que participou pela primeira vez de um Webinário, foi uma troca de experiência muito importante. "As ideias apresentadas pelo Dr. Edgar Nunes foram ótimas, pois podemos utilizar IVCF-20 em nossos protocolos de atendimento para avaliação dos pacientes com Covid, mas também de maneira mais ampla, melhorando a assistência ao idoso de forma integral. A apresentação de nosso caso repercutiu muito bem e até mesmo junto à nossa população, que se sentiu incentivada a participar e a procurar mais nossos serviços de saúde. Eu como gestora acho que tinham que ter outros Webinários e acredito que quando um município escuta a experiência de outro e aquilo é parecido, a gente se identifica e ajuda a compartilhar soluções para aqueles municípios", completou.

O médico Mateus Lopes de Faria, da Equipe de Saúde da Família e Supervisor Clínico junto à Diretoria de Atenção Básica do município de Patos de Minas, que faz parte da Macro Noroeste, conta que foi uma experiência muito produtiva para ele, pois foi possível fazer uma análise crítica a respeito dos fluxos de assistência aos pacientes acometidos pela Covid-19. "Por meio dessa reflexão, acredito conseguimos elaborar estratégias de melhorias em alguns pontos da rede no intuito de aperfeiçoar a assistência ao paciente, uma vez que após a discussão compartilhada e retorno dos professores, foi realizada uma série de sugestões aos gestores e algumas dessas medidas já estão sendo implementadas.
Cito, como exemplo, uma melhor articulação do Serviço de Atenção Domiciliar (SAD) do município junto ao Hospital Santa Casa de Patos de Minas, onde anteriormente havia uma certa falha de comunicação e possibilidade de perdas de oportunidades de referenciar pacientes elegíveis o mais breve possível", exemplifica.
Mateus também relatou que foi estabelecido um fluxo direto junto aos fisioterapeutas do Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF) com intuito de ampliar a assistência a pacientes que apresentarem quadros leves/moderados e não passaram por internação hospitalar, mas que apresentaram sequelas cardiorrespiratórias. E também que está sendo pactuada a implementação do IVCF 20 para todos os casos, junto a todos os pontos da rede, porque se mostrou muito útil para direcionamento das ações e definição de planos terapêuticos, "já que proporciona a avaliação do paciente e seu acometimento em diversos domínios de sua vida", assegurou.

A médica de família e comunidade de Barbacena, município que faz parte da Macro Sul, Rafaela Machado Neto, relata que já estavam com o objetivo de criar um ambulatório de reabilitação pós-Covid em sua cidade, mas que "o Webinário trouxe a motivação que faltava para entender melhor o IVCF-20 e poder colher os frutos do seu uso, inclusive junto ao próprio paciente, que teve sua situação assistencial apresentada no Webinário, que também representa um grupo extenso de pacientes, que passaram a também se beneficiar de tal instrumento". Rafaela Machado, explica que um dos resultados de sua participação no Webinário foi que passaram a utilizar o IVCF-20 como critério para eleger os pacientes que serão reabilitados na própria Unidade Básica de Saúde (UBS) ou NASF e aqueles com estrato mais alto, que serão acompanhados por especialistas no centro de reabilitação pós Covid do município.

Os médicos Edgar Nunes de Moraes e Fábio Junior Modesto e Silva do NUGG-UFMG participaram ao longo desses noves meses de todas as discussões dos Webinários. De acordo com o médico Fábio Modesto, foi muito gratificante poder participar, contribuir e trocar experiências com profissionais que têm realidades tão diversas. "Fiquei muito satisfeito em ver as discussões chegarem em todo o estado e ter podido contribuir com a troca de conhecimentos e na implementação do instrumento do IVCF-20 nos municípios, sendo que agora o maior desafio que iremos enfrentar e que irá nos gerar maior demanda assistencial é exatamente o pós- Covid", reforçou.

Já o médico Edgar de Moraes destacou que para ele, o principal ganho desses encontros foi ter colaborado para gerar um certo grau de unificação em uma rede assistencial que é complexa e heterogênea, assim como o são os pacientes de Covid. "Acredito que o papel do estado, e eu me coloco nesse lugar, por estar representando a UFMG, é contribuir com políticas públicas. E eu fiz o que sei fazer, que é ensinar, compartilhar e principalmente motivar os profissionais da ponta. Penso que o cuidado deve estar centrado na pessoa e nossa missão deve ser melhorar a vida dos usuários do SUS", finalizou.

Cuida de Minas
Esses Webinários integraram o projeto Cuida de Minas, que foi criado com o objetivo de garantir integralidade e continuidade do cuidado aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) com condições crônicas e com outras condições de saúde que precisam ser assistidos mesmo em tempo de pandemia.
Saiba mais em: https://saude.mg.gov.br/cuidademinas

E o encontro de hoje e os demais Webinários estão disponíveis no Canal da Escola no Youtube: youtube.com/escolasaudepublicamg ou acesse direto pela Playlist da série, clicando aqui.

Por Vívian Campos - Ascom/ESP-MG

Enviar para impressão