Consultas especializadas mais resolutivas, menos filas para atendimento das demandas da população, maior satisfação dos usuários com a Atenção Primária e redução de internações hospitalares. Essas são algumas das expectativas dos gestores da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) com a implantação do programa Saúde em Rede, desenvolvido em parceria com a Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG).

E, para dar continuidade ao projeto, a SES-MG realizou, nesta quinta-feira (27/10), em Belo Horizonte, a cerimônia de abertura da terceira e última onda de expansão do Saúde em Rede, que terá início em novembro de 2022, contemplando o restante do estado, sendo mais 393 municípios e 37 microrregiões.

Segundo o Secretário Adjunto de Estado de Saúde, André dos Anjos, o Saúde em Rede começou como uma experiência pontual, realizada em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (CONASS) e com o Hospital Israelita Albert Einstein, no Vale do Jequitinhonha. Após o projeto piloto, a SES conseguiu trazer o programa para a sua linha de trabalho.
"Nosso objetivo com esse programa é atender a população com a qualidade e presteza necessária, e isso precisa ser feito em parceria. Dessa forma, precisamos reforçar a importância da contribuição e participação de todos os gestores e equipes técnicas de saúde", pontuou.

Crédito: Fábio Marchetto/ SES-MG

Recurso Financeiro
De acordo com a subsecretaria de Políticas de Atenção à Saúde da SES-MG, Camila Moreira de Castro, o Saúde em Rede conta a deliberação CIB/SUS-MG nº 3.953 (de 19 de outubro de 2022) que autoriza o repasse de R$ 47.483.649,00.

Ainda segundo Camila, "esse recurso será muito importante para facilitar o apoio na implantação do projeto nas regiões mineiras". Clique aqui e confira a lista completa de municípios contemplados.

Oficinas Tutoriais

O presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS-MG), Eduardo Luiz da Silva, destacou o sucesso do projeto e pontuou o papel desempenhado pelos tutores na condução das oficinas destinadas aos profissionais dos serviços de saúde. Nesses espaços, busca-se discutir e problematizar os processos de trabalho das unidades de saúde, com a intenção de fortalecer o trabalho em equipe, de modo que ele aconteça de maneira colaborativa na rede de atenção à saúde e também para atender melhor às necessidades de saúde da população.

Ao longo do evento, que também contou com a presença do subsecretário de Gestão Regional, Darlan Tomaz, e da diretora da ESP-MG, Mara Guarino Tanure, também foi realizada a assinatura simbólica com os municípios polo das macrorregiões contempladas. A assinatura oficial do termo será feita de forma digital, por meio do Sistema de Gerenciamento de Resoluções Estaduais de Saúde (SiG-RES).

>Clique aqui e confira a cerimônia completa de abertura da terceira onda do programa Saúde em Rede.

Crédito: Fábio Marchetto- SES/MG

Por Jornalismo/ SES-MG