A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) e a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) realizaram nesta terça-feira, dia 06/12, o Webinário "Gestão e cuidado nas RAPS de Minas: proposições e desafios". Além das discussões da temática, o evento marcou o lançamento do "Guia para o Trabalho nas redes de atenção psicossocial em Minas Gerais: diretrizes e orientações", publicação da editora ESP-MG, em formato digital. Para acessar e fazer download do Guia, clique aqui.

A publicação foi produzida pela Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, por meio da Coordenação de política, planejamento e gestão em saúde e pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), por meio da Diretoria de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas e apresenta as principais diretrizes e normativas nacionais e estaduais que devem orientar a implantação, organização e gestão da atenção em saúde mental no Sistema Único de Saúde (SUS).

Participaram da Mesa de abertura do evento, o Superintendente de Educação e Pesquisa em Saúde da ESP-MG, Paulo Mendes e a Superintendente de Redes de Atenção à Saúde da SES-MG, Amanda Guias.

Paulo Mendes, destacou a parceria institucional com a SES-MG e parabenizou a realização do Webinário e também o lançamento da publicação. De acordo com ele, o Guia chega para fortalecer uma política pública tão relevante e priorizada pela Escola de Saúde Pública de Minas. O Superintendente também reafirmou que a ESP está sempre de portas abertas para essas iniciativas. "Estamos conduzindo, em conjunto, este Webinário e também preparamos e agora divulgamos esta publicação e de maneira permanente, apoiamos a política pública de saúde", salientou.

Amanda Guias também exaltou a parceria da ESP-MG e SES-MG e disse se sentir orgulhosa pelo lançamento do Guia. A Superintendente afirmou que a Educação permanente é fundamental para conseguir a efetivação, com qualidade, das políticas públicas de saúde na ponta, que é onde a população mais precisa.

Ela também ressaltou que a Rede de atenção Psicossocial (RAPS) tem sido uma política prioritária para a Secretaria Estadual de Saúde, "nos últimos 2 anos, retomamos o cofinanciamento estadual e depois duplicamos esse investimento. Nós também ampliamos pontos da atenção, repassamos recursos para investimentos, tanto para reforma, quanto para a aquisição de equipamentos. Enfim, estamos tentando dar todo o suporte necessário, para engajar cada vez mais esses trabalhadores da saúde que atuam na rede de atenção psicossocial, pois a gente acredita que são os laços que constroem a nossa rede", completou.

Foram expositoras no Webinário, a Psicóloga, Doutora em Saúde Coletiva e Trabalhadora da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, Ana Regina Machado; a Diretora de Saúde Mental, Álcool e outras Drogas da SES-MG, Lírica Salluz Mattos Pereira e a Referência técnica da Superintendência Regional de Saúde de Montes Claros da SES-MG, Alcina Mendes Brito. Já a mediação foi feita pela Trabalhadora da Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais, Alessandra Rios de Faria.

Sobre a publicação

O objetivo do "Guia para o Trabalho nas redes de atenção psicossocial em Minas Gerais: diretrizes e orientações" foi traçar a história das políticas públicas de saúde mental, os processos envolvidos na gestão da Rede de atenção Psicossocial (RAPS), os serviços e as práticas de Atenção Psicossocial. A publicação também buscou favorecer a compreensão dos processos e desafios que envolvem a sustentação do cuidado em saúde mental nos territórios, bem como para o fomento de reflexões e ações que possam favorecê-lo.

De acordo com a trabalhadora da ESP-MG, Ana Regina Machado, o Guia foi construído a partir de trajetória das pessoas e também mediante à escuta sobre os desafios enfrentados pelos municípios, durante as Oficinas de integralidade do cuidado e visa situar e orientar os profissionais que chegam aos serviços de saúde mental e também alinhar conhecimentos.

A publicação conta com ilustrações do artista Brunno Ferreira Gomes, de Governador Valadares/MG, que tem parte de sua obra exposta nos serviços da Rede de Atenção Psicossocial do município. Com uma diagramação leve e uma linguagem sintética e direta ao ponto, os leitores terão acesso ao histórico da construção da política de saúde mental no Brasil e em Minas Gerais e posteriormente da Rede de Atenção Psicossocial no estado. Também vão poder compreender melhor as atribuições de cada nível da gestão nas RAPS e terão acesso às principais diretrizes e normativas nacionais e estaduais que devem orientar a implantação, organização e gestão da atenção em saúde mental no Sistema Único de Saúde (SUS).

>A transmissão foi realizada pelo Canal da Escola e está disponível no Youtube:
youtube.com/escolasaudepublicamg

> O Guia para o Trabalho nas redes de atenção psicossocial em Minas Gerais: diretrizes e orientações está disponível no site da ESP-MG e também no repositório institucional. Para acessar, clique aqui.

Por Vívian Campos/ ASCOM-ESP-MG