A Escola de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais (ESP-MG) realizou, segunda-feira, dia 01 de julho, a aula inaugural da Trigésima Nona (39ª) turma do Curso de Especialização em Saúde Pública. Evento integrou a programação de 73 anos da instituição. 
Com o tema "Desafios da Saúde Pública e da Formação do Sanitarista" a aula foi ministrada pelas Professoras Lenira de Araújo Maia, Diretora Geral da ESP-MG, e Rosa Souza, Coordenadora da Secretaria Técnica e Executiva da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública – RedEscola.
 
Em sua apresentação, Rosa Souza destacou a importância das Escolas e Centros Formadores em Saúde Pública e parabenizou o trabalho da ESP-MG, sempre muito ativa na RedEscola e deu ênfase nos desafios e possibilidades do SUS e da formação dos sanitaristas. “A formação dos profissionais de saúde deve ter compromisso incondicional com o Sistema Único de Saúde, desenvolver lideranças, capacidade de governança e reflexões com vistas a transformar a realidade na qual está inserido”, disse.
 
Lenira Maia, apresentou os cenários das Políticas de Saúde Pública no Brasil com ênfase na importância da manutenção do investimento em Saúde para redução das desigualdades sociais e enfrentamento das crises financeiras. “Pesquisas de grandes autores ao redor do mundo indicam que países em crise que mantiveram ou aumentaram investimentos públicos em Educação e Saúde superaram mais rapidamente a recessão, não tiveram queda nos indicadores epidemiológicos, como morbidade e mortalidade, ao contrário dos países que promoveram cortes nos gastos primários (saúde e educação)”, explicou.
 
A representante da Coordenação do curso, Amanda Nathale Soares, deu boas-vindas aos alunos e falou do comprometimento da equipe da escola para a formação e condução da nova turma. “Especificamente para esta turma, realizamos vários encontros entre nós docentes, para potencializarmos o trabalho colaborativo, a fim de tornarmos o curso mais permeável à educação interprofissional e tornar a matriz curricular mais próxima do que desejamos para o SUS, favorecendo, ainda mais, a formação de um sanitarista que seja comprometido com a defesa da saúde como direito”, disse.
 
Ao final do evento os alunos receberam da professora Rosa Souza o livro  “Nova Formação em Saúde Pública: Aprendizado coletivo e lições Compartilhadas na RedEscola" com as experiências da formação de sanitaristas, em cursos de especialização, em dez estados brasileiros. A ESP-MG apresenta, em um dos capítulos da publicação, o percurso formativo do Curso de Especialização em Saúde Pública da Instituição.

O curso
O curso de Especialização em Saúde Pública é a oferta educacional mais tradicional da ESP-MG. Em 2017 recebeu da Agência de Acreditação Pedagógica vinculada à Associação Brasileira de Saúde Coletiva - ABRASCO, o certificado de excelência na formação de sanitaristas no Sistema Único de Saúde - SUS.
 
A oferta da nova turma tem ênfase na educação interprofissional e conta com a parceria da Rede Brasileira de Escolas de Saúde Pública – Redescola.  São 37 alunos, profissionais de 12 municípios do estado, atuantes na gestão, atenção e cuidado em Saúde.
 
Por Jean Alves (ASCOM/ESPMG)
Enviar para impressão